quinta-feira, 27 de maio de 2010

Angola - O meu regresso

 

 

DSCN1310



 

Procurando ser breve, passo a descrever os momentos que vivi, quando cheguei a Caluquembe:

A câmara de filmar foi-me emprestada  e estava limitada a uma bateria e uma cassete de 1 hora. Às vezes encontrava-me, só, e não foi possível, recolher cenas e momentos indescritíveis.

Quando surgiam não tinha bateria, e quando tinha bateria não havia nada para captar. Só podia carregar a bateria na Missão Católica de Santiago, onde havia electricidade das 19:00 às 21:00 Horas.

Por não ter pedido autorização às autoridades, raramente saía do carro para obter imagens da vila. Mais tarde, obtive autorização, mas tinha-se esgotado a cassete ou a bateria e também já havia filmado toda a vila.

Para todos os que viveram em Caluquembe, ou por esta vila passaram, não podia deixar de partilhar as imagens que colhi, quando lá estive em Dezembro de 2003.


*************************************************

Esta serie de 11 videos, é especialmente dedicada ao meu grande amigo Mandinho. Companheiro fiel nesta Odisseia Pós guerra em Angola

Parte 1

Parte 2

Parte 3

Parte 4

Parte 5

Parte 6


Parte 7

Parte 8

Parte 9

O momento mais marcante, deste regresso, foi o reencontro com dois grandes amigos: Chingando e Isabel. Quando o Chingando me reconheceu, não me deu tempo de pousar a câmara, ficando esta, a filmar o chão, enquanto em lágrimas me abraçava. A Isabel, desatou num pranto, sendo esta a forma que encontrou, para exteriorizar a sua emoção.


Parte 10

Parte 11

image

DSCN1362

image

image

DSCN1417

image

DSCN1510

image

DSCN1601

DSCN1603

 

  

 

 

Regressei aos teus braços

Oh querida terra mãe!
A tristeza podes apagar.
Regressei aos teus braços,
que provam a força dos nossos laços
aos homens que os tentaram quebrar.
Na companhia de Deus te revi
e só Ele sabe como te senti.
Ao chegar, logo estendeste a mão.
Aí começou a minha emoção,
que se apoderou de mim
entrelaçada no teu calor sem fim.
Fui até à Huíla.
A sua vila visitei.
Aí, senti a sua gente tranquila,
onde me reencontrei.
Os espíritos antepassados me falaram
porque a minha alma encontraram.
Com deus os revi assim,
para os recordar no tempo sem fim!

*Jorge Rodrigues de Caluquembe*


 Fotos e vídeos da autoria de Ana Paula Rodrigues



 

6 comentários:

  1. As fotos da Pilico Reis Rodrigues (Paula), são lindas no sentido que mostra que em Angola todos os lugares foram abençoados por Deus.
    O filme de 2003, deixa qualquer um sem palavras, por isso se diz que uma imagem vale mais que mil palavras.
    A parte histórica de Kalukembe é importante para todos principalmente para os Kaluquês (naturais de Kalukembe, inventei agora.)
    O Século Jorge Rodrigeus pode dar um grande contributo, sobre as mil histórias que ele (meu avô), sabe sobre este municipio da Provincia da Huíla, desde a construção da igreja, os fundadores das missões católica e protestante, o surgimento das bombas de gasolina, a discussão sobre a construção do Clube de Kalukembe,as festas, a rivalidade com Caconda etc, etc,etc....
    Estou certo que será um blog muito rico em conteúdos sobre a história de Kalukembe
    Adorei este blog, espero que continue com novidades e certo com renovadas fotos e filmes resultantes das viagens da Pilico e/ou familiares nascidos nesta bela vila da Huíla.

    3 de Maio de 2010 07:58

    ResponderEliminar
  2. Obrigado Jorge, pelo incentivo.Espero a colaboração de todos os Kaluquês para que juntos, possamos enriquecer este blogue.
    Um abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ana Paula, Pilico, como a conheci. Nem sei se ainda se lembra de mim...
      Não sabia da existência deste blog. Adorei ver as imagens e os videos da terra onde nasci mas não conheço. Emocionei-me e chorei só de ver, imagino se um dia lá conseguisse ir...
      Até um dia!!!

      Eliminar
    2. Ola Carla, tanto quanto me lembro és prima do Lourenço, sobrinha da Dona Maria e Sr. Rosa.. Espero não estar enganada. Obrigada pela visita. Que bom saber, que amigos de infância passam por aqui. A vossa visita, é um estímulo para continuar a publicar memórias dos bons tempos da nossa saudosa Angola. Caso queiras colaborar, basta contactares através do blogue ou por mail. Um grande abraço.

      Eliminar
  3. Olá gostei do seu blog, pois sou caluquembista, mas conheci ele já detonado pois nasci em 1981, gostei da historia e de como era antes. Hoje vivo no Brasil mas todo final do ano vou p´ra lá, se precisar de fotos atualizadas e alguns vídeos posso ajudar. Boa matéria.

    Paulo Jessé

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ola conterrâneo. Benvindo ao nosso blogue. Agradeço a oferta de fotos actualizadas. Fico a aguardar. Espero em breve publicar a historia de Caluquembe, contada por alguem que é descendente do soba Caluquembe.

      Eliminar

Mensagens populares